Súplica de verão

Deixa a regata do Kiss
Um suvenir sentimental
Quando tudo mais ruir
É onde eu vou me agarrar

Arde o sol d’O Estrangeiro
Tua epiderme vai queimar
Já incompleto por inteiro
Eu suplico: amor não vá

Comentários

Lucy disse…
Já que vc pede, vou não. bjs
Rodrigo Carneiro disse…
Boa, Lucy! Poesia até que serve para alguma coisa, hehee. Prazer.
otavio disse…
saudosa pork-a-light!!
Rodrigo Carneiro disse…
Polêêêêmica, ahahaha

Postagens mais visitadas