Matei Grace Slick

A cantora Grace Slick em retrato feito neste ano de 2008

Cometi a indelicadeza de assassinar Grace Slick durante animada conversa nesta madrugada. Afirmei lá pelas tantas que a ex-vocalista do grandioso Jefferson Airplane, que depois se transmutaria nos caidaços Jefferson Starship e Starship, estava no rol dos roqueiros falecidos. Não estava muito certo da afirmativa, é verdade, mas mesmo assim apostei no não mais existir da cantora. Que coisa horrorosa! Grace Slick continua vivíssima. Em 2006, inclusive, enfrentou sérios problemas de saúde – diverticulite, colapso durante operação seguida de traqueotomia e coma induzido por dois meses -, mas, como na canção de Paulo Vanzolini, imortalizada por Noite Ilustrada, "levantou, sacodiu a poeira e deu a volta por cima". Para me redimir da mancada segue um Jefferson Airplane no auge da psicodelia. Mil desculpas, Grace.

Comentários

Parabéns pelo Blogue.
É muito bonito, gosto do que leio e vejo.
Um abraço desde Portugal
Rodrigo Carneiro disse…
Muito obrigado, Anastácio! É uma grande honra ter leitores portugueses. Forte abraço brasileiro.
MRios disse…
Viva e com os olhos bem abertos, diz a foto.bjo
Rodrigo Carneiro disse…
E eu matando a dona, ahah.

Postagens mais visitadas