Fernando Pessoa e a Coca-Cola por Alberto Marsicano


LISBOA (Portugal)

TÁ FIXE! Contemplo o altivo transatlântico que me levará de volta ao Brasil. Chego com antecedência pois não há nada pior que perder a viagem mirando ao longe o barco partir e todos dando adeus. No cais folheio um jornal e, ao ver os anúncios, lembrei que Fernando Pessoa, nos anos 20, fora o primeiro a criar no português uma publicidade para a Coca-Cola. Como o produto fora lançado em Portugal e ninguém estava aturando a bebida, Fernando Pessoa elaboraria o inspirado slogan: "Coca-Cola, primeiro estranha-se e depois entranha-se". Na seção "Troca e venda de animais", noto o curioso classificado: "Troca-se galo que canta às quatro da manhã por um que cante às oito". E logo abaixo vinha outra preciosidade lusitana: "Vendo pitbull (equilibrado)".


Tem muito mais dessas no livro Crônicas Marsicanas (L&PM), que o grande Alberto Marsicano lançou recentemente. No volume, as aventuras do citarista, poeta e filósofo com gente da estirpe de Roberto Piva, Walter Hugo Khouri, Haroldo de Campos e Nick Cave; traduções de Wiliam Blake, Rimbaud e Jorge Luis Borges como epígrafes dos capítulos ou espalhadas estratégicamente por eles; poemas próprios para gazelas do mundo e trocadilhos. Erudição sem nenhum pedantismo e, o melhor, um humor de matar de rir.

Comentários

Postagens mais visitadas