Grito da Rua, Thronn, documentário e as quatro rodinhas



O Grito da Rua foi um marco. Exibido pela TV Gazeta em meados dos anos 80, o programa – junto às revistas Overall e Yeah! - registrou o primeiro boom da cultura skater no Brasil. Ceremony, do New Order, era o tema de abertura, Flowers By The Doors, do TSOL, o de encerramento, e as músicas do Suicidal Tendencies serviam de trilha sonora para 10 entre 10 matérias do semanal. Para se ter uma idéia, a primeira imagem em movimento dos Dead Kennedys que eu vi na vida foi graças ao programa.

Dia desses eu esbarrei com essa matéria hilária com o meu amigo Thronn. O cara é uma verdadeira lenda das quatro rodinhas. Surgiu como skatista de free style (modalidade que acabou sendo incorporada ao street ) e desenvolveu uma forma toda particular de skate de rua. Hoje mora num trailer nos EUA. Figuraça. Salve Thronn.


E como o skate é o tema do post, o grande Alexandre Farofa, vocalista do Garage Fuzz e artista gráfico fodão (sabe o Sesper?), está produzindo um documentário chamado Reboard: Brazilian Skate Art Research. Por meio de entrevistas com a rapaziada old school e material de arquivo, a intenção é radiografar o desenvolvimento da produção artística nos shapes – aquelas pranchas de madeira – no Brasil, isso desde a década de 70. Fiquei honradíssimo com o convite do Farofa: vou ser o narrador do registro.

Comentários

Reboard disse…
narrador mais do q OFICIAL, so pensei em vc para o lance ... the one and only :-))
thronn disse…
Valeu bro fiquei amnarradao nessa materia comigo e tive que comentar,,Valeu o apoio e mostrar que o Brasil tem raizes profundas no skate ,obrigado.
rodrigo carneiro disse…
Muito bom tê-lo aqui nos comentários, Thronn. Tu é mais que referência. Forte abraço!
MShida disse…
Quatro rodinhas é vida.
Davilson Brasileiro disse…
Oi Rodrigo,
Parabéns pelo Site!!!
Gostaria de fazer uma correção, o "Grito da Rua", abria com Ceremony do New Order e encerrava com o TSOL, as imagens eram as mesmas, mas qualquer uma das duas versões, são históricas e arrepiam até hoje!!!
Valeu!!!
Abção

Davilson Brasileiro
Diretor do "Grito da Rua"
rodrigo carneiro disse…
Salve, Davilson! Que honra tê-lo aqui nos comentários, mestre. Sou da geração que foi criada assistindo ao "Grito da Rua". Parabéns por ter dirigido o programa. E agora lembrei do lance das trilhas de abertura e e fechamento. Um forte abraço.

Postagens mais visitadas