Ainda sobre "Na confraria das sedutoras"

Resenha publicada no G1, nesta terça-feira, 18, termina assim:

Lurdez da Luz, a metade feminina do Mamelo Soundsystem, surpreende com o rap "Sem fôlego", escrito pela própria. "Fecha o sinal ele me amassa, abre a gente passa", rima a bela. Exceção entre os marmanjos compositores, a MC prova ainda que o estilo pode ser pra lá de sexy. Ao final de pouco mais de 40 minutos de som, é Alice Braga, de "Cidade de Deus", quem avisa: "tarde demais para nos tornarmos santos".

Comentários

Postagens mais visitadas