Adeus, Brasil 2000 FM! Obrigado

Só pra deixar registrado: a rádio paulistana Brasil 2000 FM (107,3 MHz), que teve suas transmissões findadas como tal no decorrer da semana passada por conta da união com a rádio Eldorado FM, do Grupo Estado, originando a Rádio Eldorado Brasil 3000, foi uma das coisas mais importantes na minha vida. Agradeço do fundo do coraçãozinho de pedra as experiências vividas como ouvinte e, surpreendentemente, personagem de sua saudosa programação.

Capa da coletânea "Clip Independente, Volume 1" - heróico programa de Osmar Santos Jr. As bandas e o repertório do álbum, lançado em vinil no ano de 1993, foram definidos após uma votação dos ouvintes da rádio. Em companhia de 3 Hombres, Anjo dos Becos, Zero Vision, A Casa Caiu, Malaco Soul, Lara Hanouska e All of Us, os Mickey Junkies também foram eleitos

Comentários

Pois é, man. A Brasil 2000 já não era a mesma há algum tempo. Acho que a mudança para Eldorado já devia estar traçada há tempos, mas para não gerar protestos, a rádio foi mudando aos poucos. Nome (107.3). Programação (foi se tornando mais comercial ou falta de criatividade,, ultimamente se ouvia sempre as mesmas músicas). Também tenho boas lenbranças da rádio. Era legal, nos anos 90 ouvir vocês, os camaradas do Mickey, o De Falla e outras cositas que não tocavam nas outras rádios. Eu sempre participava do Programa Garagem, criando frases e nomes engraçados, chegando a ganhar vários prêmios da trinca André Barcinski, Paulo César Martin e Álvaro Pereira Jr. Tenho fitas e fitas K7 de especiais do programa (Morte do Joey Ramone, Mudhoney, And You'll Know Us By the Trail of The Dead...). Cheguei até a levar minha filha no Garagem, quando ela posou para uma foto com a famosa furadeira. Ganhei um CD do Belly no programa do Kid Vinil e ingressos pra vários shows. De todo modo, acho que a última música que ouvi da rádio, na sexta-feira, 25/04, ainda como 107.3, no programa destinado aos headbangers, foi simbólica: "War for Territory", do Sepultura. Pois é, o rock perdeu essa guerra, o território foi invadido pelo Estadão e a Brasil 2000 foi pra sepultura de vez. R.I.P.
rodrigo carneiro disse…
é verdade, glauco. a mudança foi paulatina. que legal a história da sua filha com o garagem. lembrei disso agora.
Andye Iore disse…
pena mesmo... triste isso acontecer. faço grande esforço pra manter meu programa, mesmo não ganhando nada na radio...
rodrigo carneiro disse…
uma batalha, né, andye? foda.
Jesse Navarro disse…
O fim da Brasil 2000 deixa uma lacuna na minha geração. Por mais que haja a internet, a web é um território vasto, um longo deserto onde é muito fácil se perder ou ficar sempre nas mesmas páginas... O rádio ele dirige você, pelo caminho da menor interatividade (positivo nesse caso... você liga e pede Restart, não vai tocar e se você continuar ouvindo, pode ser que se ligue em The Clash...). Fará muita falta.

Postagens mais visitadas