Democracia paulistana

Todo mundo sabe: o roubo das obras "Retrato de Suzanne Bloch" (1904, óleo sobre tela, 65 x 54cm), de Pablo Picasso, e "O Lavrador de Café" (1939, óleo sobre tela, 100 x 81cm), de Candido Portinari,do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, o Masp, na madrugada da última quinta-feira, é daquelas tragédias brasileiras anunciadas. De acordo com as investigações, o alarme estava desligado e o momento de surrupio utilizado foi o de troca de turno da rapaziada da segurança. Troço absurdo mesmo. Mas, como somos um povo alegre, uma nação feliz, das adversidades vem o sorriso. Olha a piada pronta estampada numa das páginas da Ilustrada deste domingo - promoção que já está rolando há algumas edições para celebrar certo aniversário:

Promoção Folha 60 anos do Masp
democratizar a arte é isto:
deixar cada paulistano levar um pedacinho
do masp para casa.

Comentários

ana disse…
Pois é justamente o que pensei!!! Tu é rápido, heim?!

E os 3 minutos, foi o tempo do segurança fazer um miojinho :D

Beijo!
alessandra disse…
Oi Carneiro! Atendendo ao convite, vim dar uma espiada.
Beijos, e que venha 2008!
RODRIGO CARNEIRO disse…
Valeu Ana! Valeu Alessandra! Sempre bem-vindas.

Postagens mais visitadas