Arte gravada

"Criou-se um tom de tratar a arte que é péssimo hoje, e não é só o jornalista que faz isso. É um tom de tratar a arte como uma espécie de perfumaria. Qualquer coisa que vai se noticiar é dito como um suspiro. O artista ralou, se matou para fazer o negócio. Quando se trata da discussão do que o artista faz, o foco vai para a biografia dele, e o cara diz: “É, realmente, eu sofri muito”. É ridículo. A ciência, de certa forma, também é tratada assim. O Brasil é o país da cretinização, o que mostra nosso traço autoritário. A polêmica é vista com maus olhos. O crítico antigamente xingava no jornal, hoje tudo tem panos quentes. "

(Leon Kossovitch, em entrevista a Revista E)

Comentários

Postagens mais visitadas