Divórcio

(Wislawa Szymborska)

Para os filhos, pela primeira vez o fim do mundo.
Para o gato, novo dono.
Para o cachorro, nova dona.
Para os móveis, escadas, rangidos, caminhão, transporte.
Para a parede, quadrados brancos depois de retirados os quadros.
Para os vizinhos do térreo, um tema, um intervalo no enfado.
Para o carro, seria melhor se fossem dois.
Para os romances, poesia -de acordo, leve o que quiser.
Pior para a enciclopédia e o videocassete
e para aquele manual de escrita
onde se encontram talvez as regras de uso dos nomes compostos - se ainda os liga a conjunção "e"
ou se os separa um ponto final.

De "Tutaj" (Aqui), 2009


Vi na edição deste domingo, 5, do suplemento "Ilustríssima", da Folha deS.Paulo. "Divórcio" é um escrito inédito da poeta polonesa Wislawa Szymborska, Prêmio Nobel de Literatura em 1996, vítima, aos 88 anos, de um câncer no pulmão na última quarta-feira, em Cracóvia.

Comentários

Postagens mais visitadas