Gil

Capa do álbum Gilberto Gil (1971)

A passagem de Gilberto Gil pelo ministério da Cultura foi bastante controversa e a recente aprovação do projeto de dois shows que resultarão em um DVD do ex-ministro na Lei Rouanet - a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (Cnic) aprovou a captação de R$ 445.362,50 – causa desconforto. O diabo é que há os acertos na obra do sujeito. E não são poucos. No final de semana, por exemplo, reencontrei nos meus discos de vinil o álbum que Gil gravou em meio ao exílio em Londres. Envolvido na cena roqueira da cidade, frequentando clubes de jazz, iniciando-se na macrobiótica light e fazendo experimentações psicodélicas, o artista praticou canções lindas, coassinadas por Jorge Mautner, como "The three mushrooms" e "Babylon", ou ainda a versão para "Can't find my way home", do amigo Stevie Winwood. Ouvi hoje de manhã de novo.

Comentários

Anônimo disse…
Rodrigo,

nunca me liguei muito em GIL, mas depois de sua dica, vou conferir o disco....Valeu!

Anselmo - Minerva Pop
rodrigo carneiro disse…
Boa, Anselmo. Gil tem coisas ótimas. Abs

Postagens mais visitadas