E-mails bancários e o baile de máscaras


Há uns dias, eu recebi um e-mail. "Um show exclusivo e feito para vc, já imaginou?" era o assunto. Vinha do banco do qual sou correntista - ou acorrentado – e me dizia assim: "A música faz parte da sua evolução. Ela sempre esteve como trilha sonora de todas as suas conquistas. Agora, para embalar suas futuras realizações, o [não vou citar o nome da instituição bancária] oferece a oportunidade de escolher o show que você quer ver em um festival exclusivo ao vivo na internet". A mensagem dava mais detalhes da votação. Eu teria que decidir "entre duas bandas que são sucesso no cenário do rock nacional" e, feito isso, conferir o espetáculo - as opções, evidentemente, não me motivaram a participar. Hoje, me informa o banco, saiu o resultado. Sim, o baile financeiro de máscaras, tendo a música - entre outras modalidades artísticas - como mero acessório, segue glorioso e horrendo. Operando tanto às claras quanto às sombras. Meus parabéns aos envolvidos.

Comentários

Postagens mais visitadas