Todo torto na cadeira do escritório - pós-noite longa, cercado de muita gente querida, é verdade, e sono curtíssimo -, recordo de um poeminha que escrevi no ano passado.

Agora

Paisagem surpreendente. Suor frio
Anêmonas protestam: um rito.

Antiguidades enfileiradas
na sacada do apartamento.

Tensão crescente
que desvia a atenção
dos mímicos.

Perigo corrido
voluntariamente
febre que toma o corpo
agora em chamas.

Impenitente.

Comentários

Postagens mais visitadas