Agora há pouco

Casal de meia-idade entra na padaria metida a restaurante de grife em que almoço vez por outra. Está lotada. Mesinhas diminutas são disputadas a tapas. Imaginários tapas elegantes, vale frisar. A contragosto, sou obrigado a devorar minha refeição no balcão. A mulher vai em direção ao toalete e o marido senta-se à uma cadeira de mim. Encontra um conhecido. Chama o sujeito pelo nome completo e se abraçam. Falam de si mesmos como se estivessem em uma entrevista de emprego. Em dado momento, o que teve o nome completo dito com alegria pelo cara ao meu lado diz: "Você precisa aparecer lá no escritório". "Me dá o endereço que fica mais fácil", responde o outro, entre risos. Cartões de visita são trocados, assim como um novo abraço e desejos de sucesso mútuo. O cara do escritório parte. Quando a mulher volta do toalete, o marido diz: "Que sorte a tua, amor. Acabo de encontrar aquele imbecil do fulano (repete o nome completo). Me deu até o cartão. Joga fora que eu não quero isso, não".

Comentários

Birds disse…
Eita porra...!
rodrigo carneiro disse…
toda a falsidade do nosso dia-a-dia, ahaha
Anônimo disse…
HAAHAh...pior o outro cara que saiu né brimo? deve ter pensado "pô legal, o cara foi super-receptivo,deixei uma boa impressão, acho que vai rolar o trampo..." É um mundo sujo mesmo...rs
Birds disse…
Dirty Deeds Done Dirt Cheap, como diriam os Australianos...
rkjazz disse…
hahahahahahahahahhaa, muito bom isso!!!! abs, dotô!
Rodrigo Sommer disse…
haha. foda. lembrou de um outro encontro desses que eu vi uma vez num shopping. na despedida o cara resumiu tudo: "abraço, saúde nos negócios!"
rodrigo carneiro disse…
como dizem os rastas, babylon! ahah

Postagens mais visitadas